De Luke (Português)

Caríssimos,

Meu nome é Luke, tenho 40 anos e vivo no Reino Unido.

Desde minha infancia me sinto diferente de todos.  Eu ficava à margem de tudo; sózinho nas festas, passei a maior parte do meu sexto ano evitando a escola e sentado na biblioteca.  De alguma maneira cursei a Universidade e trabalhei com TI por uns anos, sem me "encaixar" e consumindo muito álcool para auto-medicar minha depressão, ansiedade e alienação.  Eu não sabia quem eu era ou para onde iria.  Fugi para Austrália por um ano mas, meus problemas me seguiram.  Tive uma cadeia de relações desastrosas e muitas realocações até voltar para casa da minha família quando a depressão piorou muito.

Agora estou de volta, vivendo com meus pais e tomando um novo medicamento que precisa de uma lenta titulação até chegar a dose apropriada.  Não possuo casa própria, estou endividado, sem renda e faz tempo que a maioria dos meus amigos desistiu de mim. Alguns dias estou esmagadoramente suicida; e não consigo fazer mesmo pequenas coisas úteis mas, no mais profundo de mim ainda existe esperança.

Não sei de onde o animo vem mas eu ainda saio da cama a maioria dos dias e consigo me lavar.  Escovar os dentes no chuveiro ajuda apenas um pouquinho. Sair para caminhar ajuda um pouco mais.  Me exercitando com um personal trainee me fez perder quase 20Kg nos últimos seis meses.  Estou aprendendo a tocar violão e espero voltar a desenhar, coisa na qual eu era razoavelmente bom na escola.  Me juntei a uma banda - sou um bom baterista - e estou tentando sair um pouco mais.  Talvez esta carta ajude alguém a saber que existem outras pessoas passando pelas mesmas coisas.  Você pode me contatar pelo twitter @cryingontrains se quiser me perguntar alguma coisa. 

Te desejo a melhor das sortes.  Não desista.  Continue conversando.  Tente tantos médicos quantos sejam necessários até encontrar um com quem você se sinta confortável. E uma última dica:

Se voce está indo visitar um psiquiatra, não aja como se estivesse numa entrevista de emprego, apresentando seu melhor lado.  Seja você no seu pior dia. Não disfarce, dê o máximo de detalhes possíveis sobre seus pensamentos mais obscuros.  Isso pode salvar sua vida.

Luke