De Danny (Português)

Caríssimos,

Esta é a primeira vez que escrevo sobre este assunto.  Tenho tomado anti-depressivos por 3 anos e levou um pouco mais de tempo para que eu aceitasse que precisava de ajuda, possivelmente uns 30 anos - eu tinha ansiedade e ataques de pânico desde meus 20 e poucos anos. Hoje tenho 53 - foi um tempo terrível que me fez buscar ajuda.  Demorar tanto para buscar ajuda não é incomum, eu acho.  Muita gente demora a aceitar que precisa de ajuda.   Meu erro foi tentar ir em frente e encobrir o que eu estava passando.  Não me pergunte o porquê, eu não tenho resposta para isso.

Existem umas quantas coisas que me ajudaram a atingir o ponto onde estou, lentamente abandonando a medicação (com a orientação de meu "especialista"). Primeiro e mais importante; seja gentil consigo mesmo. Todos cometemos erros.  É o que os humanos fazem porque não somos infalíveis.  Se você pode aprender dos seus erros e pode tentar não repetí-los, então isso é o que se espera de qualquer um ou da sociedade.

Para mim, um dos momentos mais marcantes da minha vida foi a perda de meu pai quanto eu tinha 4 anos de idade.  Só agora, 49 anos depois, percebi a dimensão do impacto disso em minha vida.  Tive apoio de conselheiros de luto há muitos anos.  Eles me ajudaram a dizer adeus a meu pai e sou eternamente grato por isso porque foi um importante e poderoso passo à frente. O momento mais marcante tem de ser, encontrar alguém digno de preencher o lugar do meu pai - na minha situação, meu padrasto.  Fui casado por quase 26 anos, e estive perto dele por quase todo esse tempo. Só muito recentemente é que eu percebi o quanto ele significa para mim e quanto da lacuna deixada pela morte de meu pai, ele tem preenchido.

Só recentemente perguntei-lhe se ele estava de acordo com chamá-lo de pai - que ele era; a primeira vez que o chamei de pai era como encontrar as peças os desaparecidas de um quebra-cabeça,  pese que isso não faz justiça às emoções que criou. Estou verdadeiramente contente agora, pela primeira vez em um muitíssimo tempo.

Meu recado para você é que olhe quem e o que está a tua volta.  Mesmo nas profundezas da depressão, quando tudo é muito obscuro, existirão pequenos tesouros que você descobrirá se olhar com atenção.  Eles podem ter o impacto mais incrível que você pode experimentar.  Pode ser assustador dar um salto de fé e fazer todas as perguntas importantes mas, se você não fizer isso, nunca saberá a resposta para algo que poderia mudar sua vida, ou descobrir o quanto alguém se importa com você.  

Finalmente, talvez seja algo difícil, mas não reprima seus sentimentos; eles são uma parte de cada um de nós; seja amável e gentil com você mesmo, você merece.

Você tem tanto a oferecer ao mundo e as pessoas que vivem ao seu redor - e eles têm algo incrível para lhe oferecer .......... mergulhe e desfrute.

Danny